Páginas

sábado, 2 de outubro de 2010



Sempre fui de verdade o tempo todo, mas pra ser bem sincera não sei até que ponto isso é bom. Não sei se é bom, não saber fingir, não saber ser de mentira, ser sempre verdadeira o tempo todo, da a cara a tapa e perdoar sempre. Ás vezes da vontade de fingir, fingir que sei de tudo, fingir que guardo magoas, fingir que tenho a boa vida, que todos pensam que tenho e fingir que sou apenas uma menininha que não pensa dentro de uma roupa de marca. Mas não sou, fingir não é minha praia, já tentei, mas não dá. Sou vaidosa sim, gosto de me sentir bem com o espelho, sou compradora compulsiva, minha vida é boa, mas não é boa o tempo todo, tenho meus traumas, meus choros ás escondidas, adoro ficar sozinha, ando enjoando de balada (mas sei que isso logo passa), e amo de verdade e intensamente ás pessoas que dou o nome de amigos. Não tente me mudar, não tente fantasiar um outro eu que não existe, não me peça pra criar juízo ( dizem que isso se cria), porque vai ser perca de tempo. Sempre serei assim, meio doida, que sempre vai beber sua vodka com soda nas baladas, que gosta da liberdade e o mais importante, que é leve e de verdade.

(Mosane)



2 comentários:

  1. Amei o blog, estou seguindo.

    http://natinhaa1.blogspot.com/

    Beijos. :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa gostei muito do que li por aqui, meus parabéns, vou seguir ok? Dá um pulo lá no meu e dá uma olhada, axo q vc vai gostar. Me siga tbm se possível :p

    ResponderExcluir