Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

Vale a pena relembrar ( Eu sim, tenho muitas histórias para contar)



Eneefisio 2007 ( Aracaju)



Eneefisio 2008 ( Natal)


Homenagem de Aninha (2009)

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena.

Sandy (Ele/Ela)




Simplesmente AdOrOoOoOoO =)

Vinte e poucos anos é uma etapa ingrata. Você não é mais adolescente, mas também não se sente adulto. Você sabe que tem que se portar como adulto, mas não encontra a adultez em parte alguma, a não ser no futuro. Você não tem trinta, ainda não é gente grande. Mas você já deixou de ser gente pequena faz tempo.
Com vinte e poucos anos não se bate mais porta do quarto, ninguém foge mais de casa, não se esquiva de responsabilidades. Mas ainda se é perdoado com desculpas: ele (a) só tem vinte e poucos anos, é jovem!
Uma das melhores coisas da vida é a liberdade. A sensação de que você tem alguém ao lado, amigos, família, realização e...você é completamente livre! A liberdade para mim está diretamente relacionada ao espaço. Não sei viver escondida, fugida, subnutrida. Só sei viver dessa maneira: me amando, me entregando, derrapando, enfrentando, me encurralando...só sei viver até o fim. Sem doses homeopáticas. Quero o complicado: isso para mim é simples.

terça-feira, 29 de março de 2011

Razões para ACREDITAR =)





"Pagai o mal com o bem, porque o amor é vitorioso no ataque e invulnerável na defesa."

(Lao-Tsé)

segunda-feira, 28 de março de 2011

Eu gosto...


Eu gosto é de ser surpreendida, de ouvir um TE AMO sem esperar, de receber carinho em momentos de briga. Eu gosto é de ser mimada, mesmo quando não mereço, de receber um abraço inesperado, de ter um colo amigo em todos os momentos. Eu gosto é do desassossego, de sentir "friozinho" na barriga quando estou amando, de receber presentes sem datas comemorativas, de receber um elogio mesmo quando tô sem maquiagem ou arrumada. Gosto do doce, detesto o amargo da rotina, adoro ligações de madrugada e "ceninha" de ciúmes. Gosto da saudade e da alegria do retorno, amo o amor com tudo que ele tem direito, com seus altos e baixos, com o bom e o ruim que vem junto, com a alegria e  a tristeza, com a briga e a recociliação, com o beijo e o abraço, com o bem e o mal. Mas o melhor mesmo do amor é ser sempre surpreendida, com as emoções que vem com ele. Então é tudo que eu peço surpreenda-me .

(Mosane)

domingo, 27 de março de 2011

Ô QUE LIIIIIIINDOO =)




Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

sábado, 26 de março de 2011


Só há uma maneira de acabar com o mal
É responder-lhe com o bem.


sexta-feira, 25 de março de 2011

Verdadeiro AMOR .


Quando se é adulta ( ou pelo menos tenta ser), muita coisa vai se perdendo no caminho, muitos sentimentos vai se escondendo, agente vai deixando a vida passar, fica com vontade de saltar um te amo, tem vontade de da um abraço, mas a vergonha ou o medo não deixa. Nessas férias passei um bommmm tempo na casa de mamiii e de papiii (coloquei assim para rimar) e senti coisas que a muito tempo não sentia, senti uma proteção, um carinho me cobrindo é muito bom se sentir cuidada, protegida, amada é muito bom poder ficar perto das pessoas que se ama, é um prazer enorme ser mimada (apesar da idade). Minha mãe tem cara de "durona" e o coração mas mole que conheço, brigar e reclamar é com ela mesma, detesta bagunça ( ao contrário de mim), fala sozinha, reza trancada no quarto, fala que detesta telefone, mas não larga dele, vive me pedindo para deixar de comprar tanta roupa, mas sempre me presenteava com uma, e assim é ela fala o que acha certo, mas só faz o que me deixa feliz. Já PAPIIII, há esse é durão mesmo, calado, sempre na dele, da bons conselhos e gosta tudo do jeito dele. Demorei um pouco para entender a maneira de amar do meu pai (já que cada um tem a sua). Sempre fui a "desmiolada" da casa a problemática, a que dava trabalho no colégio, a que começou a dar dor de cabeça cedo com "namorinhos", a que começou a beber cedo, mas sempre, SEMPREEE, fui de demonstrar meus sentimentos( afinal, pra que guardá-los) não era nem tanto em palavras, mas sim em cartas, sei me expressar mas na escrita do que na fala, apesar de falar também, quando gosto, quando amo, quando to com saudades e mas algumas tolices românticas. E no auge da minha adolescência queria o mesmo do meu pai, queria receber cartas, queria que ele falasse que me amava em 10 e 10 minutos, queria abraços demorado, amor explícito e mas alguns blá, blá, blá. Só quando fiquei um pouquinho mas velha( só um pouquinho), foi que percebi que ele (meu pai), sempre demonstrou o seu amor por mim, nem tanto em palavras, mas em ação.
Ele demonstrou que me ama, nos beijos que ele me dava de bom dia antes de ir para escola
Ele demonstrou o quanto me ama, nos presentes que ele deixava embaixo da cama no natal para que eu nunca deixasse de acreditar no papai noel.
Ele demonstrou o quanto me ama, no momento que ele me viu chorando pelo meu primeiro "namoradinho", e me levou para viajar.
Ele demonstrou o quanto me ama, nas vezes que foi comigo no médico, nas minhas crises de amigdalite.
Ele demonstrou o quanto me ama, quando investiu dinheiro na minha educação.
Ele demonstrou o quanto me ama, no momento em que pensei em desistir de um sonho e ele simplesmente me olhou e falou " VOCÊ NÃO VAI DESISTIR, PORQUE VOCÊ VAI CONSEGUIR". E que bom ter acreditado naquelas palavras, naquele momento, pois tudo deu certo. Não quero mas palavras, prefiro a ação, e essas do meu pai me fez ver o quanto ele me ama, mesmo sem falar uma só palavra. Ahhh, e eu o amo muitooooo também, mas amo já de uma outra forma, amo falando, escrevendo, abraçando e acima de tudo demonstrando. E esse amor, de pai e de mãe é uma certeza absoluta.

(Mosane)



quinta-feira, 24 de março de 2011


As vezes a saudade vem forte, sinto saudade e falta. Falta de pessoas que foram  muito importantes para mim em certos momentos da vida, e com ás voltas que o mundo da acabei perdendo o contato com eles.
Saudades dos amigos do colégio, das fugidas para a lanchonete do lado, das fichas que assinei na secretária, e daqueles amigos inseparáveis. Eram amigos de colégio, amigos das baladas, amigos chicletes, amigos de chorar junto de ri junto. Sofri horrores quando fui embora de Petrolina, minha alegria era quando chegava cartas, era quando recebia telefonemas desses amigos únicos e que sempre serão lembrados por mim. Em Campina Grande, conheci uma cambada de pessoas maravilhosas também, fiz amigos logo de cara, no primeiro periodo de faculdade, pessoas que me ajudaram a superar a falta e a saudade dos amigos que deixei. Quando novamente tive que ir embora de Campina, sofri tudo novamente. Passou o tempo e tive que me agustumar com essa saudade e falta que ás vezes bate na minha porta, não sofro como antes de saudades, mas a falta ainda tá la. São pessoas especiais para mim até hoje, onde ainda tenho contato com alguns deles, procuro sempre me mantes presente na vida das pessoas que gosto, seja por email, msn, telefone, orkut, mas procuro sempre manter contado. Amo a minha história nas cidades onde passei, não me arrependo de nada, fui muito FELIZ em todos esses lugares, da mesma forma que sou hoje aqui em Recife. Não me arrependo das escolhas que fiz, não voltaria no tempo para consertar nada, talvez até voltaria, para dar mas abraços, mas sorrisos, mas beijos, para falar mas eu te amo, para beber mas cachaça dendro da latinha de coca-cola, para fugir mas vezes do colégio, para dormir mas vezes na casa dos amigos, para virar mas noites jogando conversa fora, para se apaixonar toda semana. Sinto saudades, e essa saudade sempre vai me acompanhar, pois não se esquece o que foi importante, o que fez parte fundamental da minha história, da pessoa que sou hoje, não se esquece das pessoas que te ajudaram e que mesmo longe vão continuar sendo amigos. Serão para sempre meus amigos, distância nenhuma apaga o que vai ficar para sempre no coração.

(Mosane)

quarta-feira, 23 de março de 2011

Vídeo sobre SOLIDARIEDADE.



EMOCIONANTE.

terça-feira, 22 de março de 2011


 
O teu lugar é ao meu lado. Já te disse isso hoje? Sim, eu sei. Sei de tudo. Sei o que se passa pela tua cabeça. Mas também sei o que vai no teu coração. Consigo te decifrar. Tenho bola de cristal, sabia? E super-poderes. Não me subestima, não tenta fingir, não experimenta me enganar. Nos teus olhos está escrito o nosso futuro. Nossa casa, filhos, nossas brigas e nossa sala de jantar. Consigo visualizar nossa sacada, nosso jardim e nosso quarto. Através da bola de cristal? Não, está escrito bem aí. Nesses teus olhos lindos. Eles não me trapaceiam. Eles são verdadeiros. Também sinto o tum-tum do teu coração toda a vez que eu me aproximo de ti, Sinto o calor que sai pelos teus poros quando te toco.


Isso é ilusão? Não, é fato


(Clarissa.C), ela parece que escreve para mim.  =)

Reacende sempre.
Reacende porque é forte demais.
Reacende porque ninguém pode apagar o que foi escrito lá em cima.
Todo sopro que apaga uma chama, reacende o que for pra ficar.



segunda-feira, 21 de março de 2011


PERFEITOOO =)


Lindas Músicas =)

Cupido (Terça insana)



ADOROOOOOOOOOOOO =)

Sou EU assim sem você ( Versão Humor)

Lindo VÍDEO e linda MÚSICA =)


sábado, 19 de março de 2011


Sou intensa, abobalhada e infantil, ADMITO. Sei dos meus defeitos e eles são muitos, sou uma eterna apaixonada, sonhadora e impulsiva, quando gosto não dirfarço, não sei fingir e meu olhar logo me entrega. Se não gosto simplesmente ignoro, não desejo o mal e sei do bom coração que está dentro de mim. Não sou de correr atrás, não peço desculpas se sei que estou certa, mas caso contrário, tento consertar ás burradas que geralmente faço. Sou uma amiga fiel, me meto nas brigas, digo que amo, estendo a mão e o ombro, mas não admito ser enganada ou passada para tras. Se algo me incomoda falo na lata, chamo para bater um famoso DR ( discutindo a relação), se tudo se resolver com um DR ótimo, se não, vamos vê se vale a pena colocar virgulas ou um ponto final. Dou segunda, terceira e décima chance se vejo que ainda vale apena e se a relação ainda me faz feliz. Pois tudo na minha vida tem que ter emoção, tem que me deixar com o coração na mão, tem que arrancar o sorriso da minha face, tem que me tirar o sono e me deixar sonhando acordada. Como disse no começo sou uma eterna apaixonada, pela vida, pela minha família, amigos, amor, profissão e principalmente, sou uma eterna apaixonada por mim, apesar de todos os defeitos, meus erros e acertos.
(Mosane)
 

 

quinta-feira, 17 de março de 2011


O bebê foi encontrado depois que a equipe de resgate ouviu o choro, três dias depois do tsunami.

 E ainda tem gente que não acredita em DEUS.

 

 

 



Confesso: sou amante. Amante da vida, das palavras, dos pequenos gestos e dos dias lindos. Sou amante de mim mesma. E amante dos meus erros. Fazer tudo certo? Ser a mulher-perfeita? O certo enjoa. A perfeição é algo inexistente. O bom é bater com a cabeça na parede, errar 3 milhões de vezes, aprender, se aventurar, ir além. Buscar, buscar o melhor. Progredir, sonhar, ter metas. Agir para essas metas serem alcançadas porque a gente sabe (e sente) que nada vem de graça e de bandeja. Ainda bem. Bom mesmo é colocar o pé na estrada e chegar lá. Lá no lugar desejado. E, ao chegar no destino, querer mais. Querer evoluir, não ficar parado no tempo e no espaço. Não se tornar burro. Nem escravo da rotina. Eu sou escrava da emoção e da agitação do coração.
Errar, fazer de novo. Errar de novo. Aprender. Inovar. Quebrar a cara...enquanto ainda temos tempo. E dar valor para as pequenas coisas dessa vida maravilhosa e (porque não?) 
 
(Clarissa.C)

quarta-feira, 16 de março de 2011



Ele era frio, ela era quente. Ele era controlado, ela não tinha nenhum controle sobre si mesma. Ela era inocente, ele não valia dez centavos. Ela não sabia mentir, ele tinha pós-graduação nisso. Os dois eram totalmente opostos, mas de algum jeito se completavam.Vinícius Kretek

Eu brigo contigo, te mordo, te arranho, te encho o saco, digo não para você e depois me arrependo e cedo, mas essa é a minha maneira de demonstrar que eu te amo, que eu tenho medo de te perder, que você é a minha vida. Por favor não ache que isso é uma demonstração de que eu te quero longe de mim, não, não consigo mais imaginar isso.

(…) Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento…
e não brinque com ele (…)
(Certezas- Poema de Mario Quintana)

terça-feira, 15 de março de 2011



O que tem de ser, tem muita força.


Guimarães Rosa.

segunda-feira, 14 de março de 2011


Sempre acreditei na frase “ aqui se faz, aqui se paga”, ou “ você colhe o que planta”, e mas outras seguindo esse pensamento. Hoje já não sei se acredito. Vejo tantos político corruptos, vejo tanta gente passando outras para traz, vejo tanta gente desonesta se dando bem na vida, ando vendo tanta sujeira, que to desacreditando em muitas coisas. No ano passado fui apresentada a um anjo. A um anjo de carne e osso, essa anja é tão bondosa, tem um coração gigante, tem uma fé incrível e ajuda a todos. E ela ainda tem coragem de olhar para mim e dizer  “ você tem o coração mas puro que conheço”, e eu respondo que não, que o coração mas puro é o dela. Meu coração fica apertando por vê tantas coisas que ela passa ( isso a anos), sustenta toda a família, trabalha de segunda a segunda e ainda tira um tempinho para ajudar os outros. É por vê pessoas como ela, que sofre tanto, é por vê também tanta gente se aproveitando dessa bondade toda que só ela tem, que me pergunto, será que realmente colhemos o que plantamos? Se for assim, porque será que a colheita desse anjo (ou melhor,  anja) nunca é positiva??? Sei lá, to desacreditando em tantas coisas. Mas ainda acredito muito na boa fé, em pessoas com coração bom, nas boas ações, na solidariedade humana, e nisso eu não quero nunca deixar de acreditar, mesmo vendo pessoas como esse anjo, dando um duro danado, mesmo sem ter recompensas.  Mas talvez a recompensa dela não seja nesse plano, e sim em outro ( como ela mesmo diz), então prefiro seguir acreditando nisso, que a recompensa pode demorar mas virá ou que em outro plano também existe recompensas e assim por diante. E como diz o grande poeta “ vamos rezar e ter fé”. E na força da fé, nisso eu acredito até o fim.

(Mosane)

sábado, 12 de março de 2011


 Quanto mais eu vivo, menos entendo o ser humano. Porque cada um não olha pro seu nariz? Não cuida da sua vida? Eu sei, sou muito metida. Deveria cuidar da minha vida, única e exclusivamente. O fato é que não consigo ver injustiça. Não me agüento. Não dá pra ficar parada vendo as coisas acontecerem. Sei que nem todo mundo é honesto, tem caráter e é boa gente. Mas juro que eu gostaria que as pessoas fossem diferentes. Pessoas são más, fofoqueiras, linguarudas, invejosas, recalcadas e feias. Feias sim. Por dentro. Sabe-se lá o que alguns tem lá no fundinho. Coração? Nem sei se bate. Nem sei se existe. Pode ser uma pedra. Ou espinhos. Ou talvez...nada. Isso mesmo. Acho que alguns indivíduos não têm absolutamente nada no lugar onde, teoricamente, deveria haver um coração. Há os possuidores de um coração lindo. Há os possuidores de um coração feio. E há os que não tem nada. Nothing. Nadinha. Fico com dó. Pena. Gente pobre de espírito e feia demais. Deve ser muito ruim não ter nada. Coitados. Como não têm nada, precisam arranjar um tudo. O tudo seria falar da vida alheia. Em demasia. Ferir, agredir, ofender. Pode ser uma tentativa de encher o coração. Colocar alguma coisa lá dentro. Pra preencher. Já que as pessoas más são possuidoras de um nada.

P.S. pessoas más: preencham o coração com amor, alegria, solidariedade. não com sentimentos ruins, baixos e escrotos! trabalho voluntário é uma ótima pedida! uma boa leitura, um filme bacana, cinema. tentem fazer amigos. tentem se encher de amor. e parem de falar da vida do vizinho. (C. Corrêa)

sexta-feira, 11 de março de 2011


“Olhar-se ao espelho e dizer-se deslumbrada: Como sou misteriosa. Sou tão delicada e forte. E a curva dos lábios manteve a inocência. Não há homem ou mulher que por acaso não se tenha olhado ao espelho e se surpreendido consigo próprio. Por uma fração de segundo a gente se vê como a um objeto a ser olhado. A isto se chamaria talvez de narcisismo, mas eu chamaria de: alegria de ser. Alegria de encontrar na figura exterior os ecos da figura interna: ah, então é verdade que eu não imaginei, eu existo."

quarta-feira, 9 de março de 2011



O mais engraçado é que nunca aprendi a viver. Eu não sei nada. Só sei ir vivendo. 
 
(Clarice Lispector)


"Eu ando tomando o rumo certo agora, me desejem sorte!"
 
 Eu não tenho muitas respostas e as que tenho são impermanentes, como os invernos, os dias de céu de cara amarrada, os lugares de dor, os abismos todos, o bom uso das asas, os fios desencapados, as medidas e as desmedidas. Tudo passa, o que queremos e o que não queremos que passe, a tristeza e o alívio coabitam no espaço desta certeza. Eu não tenho muitas respostas. O que eu tenho é fé. A lembrança de que as perguntas mudam. Um modo de acreditar que os tiquinhos de sol possam sorrir o suficiente para desarmar a sisudez nublada de alguns céus. E uma vontade bonita, toda minha, de crescer.
 
 

terça-feira, 8 de março de 2011


"Uma coisa eu já ouvi de um amigo meu: nunca tenha ingratidão, com quem já te fortaleceu!" 
 
 

"Eu sou o errado que deu certo, mas quem é que é errado no mundo dos espertos?"

terça-feira, 1 de março de 2011

Você nunca sabe ao certo em que momento o amor surge, afinal ele não sabe mandar recado. O certo é que em algum instante - cedo, tarde, demorado, longo, em seguida, curto, logo, devagar, rápido - você sente a presença dele em coisas aparentemente insignificantes, mas que viram motivos, razões, causas, efeitos, manifestações, sentidos. Na verdade o amor é uma imensidão da alma, você passa a se amar mais e aprende a se doar. É quando você lava o rosto e tira o medo, lava o corpo e renova a energia.
Então eu parei pra pensar o porquê - ou os porquês - do meu amor. São muitos, infinitos, inacabados, intocáveis, inexplicáveis, irreversíveis. São meus, são seus, são nossos
Te amo mais a cada hora em que vejo o quanto você me faz sorrir;
A cada dia em que nos abraçamos apertado de forma com que os nossos silêncios sejam ouvidos e nossas inquietações adormeçam;
A cada besteira criativa que falamos;
A cada vez em que o seu olho fica brilhante brilhante que nem estrela no céu;
A cada vez em que esfrego minha bochecha na sua barba;
A cada vez que você me olha sorrindo;
A cada beijo que você me dá na testa e na bochecha e no nariz e na mão e na boca e no pescoço e...
A cada ronco esquisito seu;
A cada funga-funga no nariz;
A cada coisinha que vira coisona - e que são só nossas - e todas essas coisinhas coisonas que se tornam tão nossas ficamos relembrando como se estivéssemos juntos há vinte e três anos;
A cada coisa não tão coisa que nem precisamos falar porque o outro já entendeu;
Te amo mais a cada respiração e piscada de olhos que você dá, pois cada segundo e cada momento meu são transformados em felicidade instantânea;
A cada vez que a gente tá parado, no meio do silêncio, junto, mudo, de olho colado;
A cada coisa bonita e boa que eu descubro em você e a cada coisa não tão bonita e não tão boa que você me mostra ;
A cada vez que sou feita de bateria imaginária;
A cada vez que eu percebo que eu tinha uma felicidade morna. Que não tinha nem dimensão do quanto uma pessoa podia me fazer tão feliz assim. A cada instante em que me dou conta do quão bom e reconfortante é estar tranqüila, em paz e colorida;
A cada vez que eu fico pendurada em você e/ou cochilo em seu peito 
E, principalmente, te amo mais quando eu vejo e revejo que realmente algumas coisas acontecem quando estamos distraídos. Sempre me falaram que quando é pra acontecer, acontece, e eu sempre desconfiei.
Gosto da nossa não-necessidade-de-mostrar-os-melhores-lados. Ninguém tem só lado repleto de belezas. Nós não nos escondemos, nos mostramos.
Te amo mais, também, porque você cuida dos meus medos e dá susto neles e me ajuda a mandá-los embora e porque você faz uma força pra me entender e porque você é você e isso pra mim é muito mais do que importante, é essencial.
Te amo mais ainda porque não ficamos regando aquelas coisas chatas, estressantes e bestas que acontecem nos relacionamentos. Nós conversamos sobre, nos entendemos e depois tudo acaba virando piada. Não deixamos silêncios virarem mágoas ou rancores idiotas.
Se o nosso encontro não tivesse ocorrido eu não me importaria por te procurar durante anos ou, quem sabe, até o fim da vida - ou de muitas outras (se é que elas realmente existem). Não, não são palavras tolas de gente apaixonada. São palavras apaixonadas - de gente tola?- que vêm de dentro. E o que tem dentro você sabe. Sei que sim.