Páginas

quinta-feira, 7 de abril de 2011


Depois de tantos amores deixado para traz, depois de uma coleção de incertezas, depois de anos, aprendi e descobri que muita coisa mudou, mudou aqui dendro de mim.
Hoje não aceito mais qualquer coisa, hoje não me conformo com qualquer relação, hoje ainda dou a cara pra bater sim, mas só se derem a cara pra bater também por mim, ainda sou romântica, escrevo cartas, digo que amo, faço surpresas, mas hoje mudou no quesito " só me dou, pra quem se da também". Não estou mas a fim de da sem receber, já fiz isso anos atrás, só que hoje não.
Meu amor próprio cresce a cada dia, e antes de amar qualquer pessoa amo a mim mesma (e amo muito). Já vive um amor não correspondido na adolescência, e aprendi muito. Depois que esse passou, todos os outros me corresponderam, como realmente queria, mas isso só foi possível porque comecei a me colocar em primeiro lugar em qualquer situação. Hoje percebo de longe quando estou sendo levada a sério, quando é só uma aventura e quando os batimentos cardiacos começam a bater mas forte. Se sou enganada, foi porque me deixei enganar, e não por inocência, se o indivíduo quer brincar e se naquele momento estiver gostando da brincadeira, então vamos brincar. Mas quando chega a hora de pular fora, o melhor é pular fora, pois toda brincadeira e carnaval tem seu final. Aprendi a me amar incondicionalmente, aprendi que em primeiro lugar vem Eu e em segundo também e desejo que seja sempre assim.
Não sou mais tão bobinha a todo momento, se a criatura aprontou comigo, não vou fingir que está tudo bem, brigo, xingo, coloco um ponto ou uma virgula, sei lá...Mas não vou fingir e nem posar de boa moça que tudo vê e nada fala. ISSO NÃO.
Sou assim e ponto, se não aguentar procure outra, o mundo ta cheio de mulheres submissas, de mulheres que fazem de tudo para não ficar sozinhas, que fazem de tudo pelos seus homens, mas eu não.
Eu sou chata, implicante, brigona, mandona, mimada, gosto de tudo do meu jeito e sempre vou me colocar em primeiro lugar. Hoje em dia só é enganado quem quer, só da a cara para bater quem gosta de apanhar, só erra duas, três, quatro vezes quem tem amnésia.
Não pense que sempre fui assim, não, não fui.
Errei muito, aprendi pouco, tive que errar milhões de vezes para poder aprender muito e sei que muitos erros ainda vem. Então que seja novos erros e que esses erros não diminua o amor, aquele amor verdadeiro, aquele amor grande, único, quele, aquele amor...aquele que sinto por mim mesma.

(Mosane)

Um comentário:

  1. Olá! Gostei muito do seu blog e já estou seguindo! Um beijo :*

    ResponderExcluir